Usando o ORCA com métodos do xtb

É possível usar os métodos disponibilizados pelo xtb de dentro do programa ORCA (a partir da versão 4.2). Isso permite que técnicas específicas disponíveis no ORCA possam ser utilizadas com os níveis de teoria providos pelo xtb.

Se você não tem esses programas instalados, veja como aqui e aqui. Certifique-se de que você consegue rodar qualquer um dos dois separados e sem erros.

O que está disponível

Segundo o manual do ORCA (versão 4.2.1), os seguintes métodos do ORCA estão disponíveis com os níveis GFN2-xTB e GFN1-xTB do xtb:

  • Energias e gradientes;
  • Otimizações de geometria, incluindo todos os tipos de restrições, mapeamentos de superfícies de energia potencial, etc.;
  • Cálculos de frequências (apenas numéricas);
  • Caminhos de reação com nudge-elastic band (NEB);
  • Coordenada intrínseca de reação (IRC);
  • Dinâmica molecular, incluindo QM/MM.

Mas antes é necessário configurar o ORCA para usar o xtb.

Configurando o ORCA

Antes de qualquer coisa, o ORCA precisa saber onde o xtb está. Isso é explicado no manual do xtb: os binários do ORCA irão chamar um executável de nome otool_xtb, que deve estar localizado dentro do diretório onde os binários do ORCA se encontram. A recomendação do manual do xtb é criar um atalho simbólico, na pasta dos binários do ORCA, para o binário do xtb:

cd /opt/orca
ln -s $(which xtb) otool_xtb

(Você também pode substituir $(which xtb) pelo caminho completo do xtb no computador.)

Um cálculo de teste

Agora você pode requisitar os níveis GFN2-xTB ou GFN1-xTB do xtb com as chaves XTB2 ou XTB1 no ORCA, respectivamente. Teste rodando a seguinte entrada para o ORCA:

! XTB2 Opt NumFreq

*xyz 0 1
H   0.0   0.0   0.0
H   0.0   0.0   1.0
*

%pal
 nprocs 4
end

(Rode a entrada acima com o comando /opt/orca/orca h2.inp | tee h2.out.) Se você não encontrou nenhum erro, parabéns! Está tudo pronto para usar o xtb de dentro do ORCA.

Deixe uma resposta